A bactéria que se alimenta de carne e que está se espalhando pela Austrália

Em um primeiro momento, Adam Noel achou que a marca presente na sua pele era apenas uma picada de um inseto. Assim, ele notou um caroço avermelhado na parte traseira do seu tornozelo e uma semana depois, ele não apresentava nenhum tipo de melhora.

Assista ao vídeo e aprenda a fazer a deliciosa sobremesa "Marido Gelado"

Então, Adam chegou a procurar um médico, mas o profissional que lhe atendeu afirmou que isso seria algum tipo de irritação da pele. Porém, mais tempo ainda se passou sem que o machucado apresentasse qualquer tipo de melhora. Na verdade, ele se tornou ainda pior e o tornozelo de Adam Noel passou a apresentar um buraco.

Ele então foi até o St. Vincent’s, um dos principais hospitais da Austrália. No local, ele ficou internando durante uma semana, onde passou por biópsias até que fosse confirmado seu diagnóstico de úlcera de Buruli.

Trata-se de uma doença bacteriana, que pode causar feridas abertas, e que caso não seja tratada da forma adequada, pode causar uma desfiguração de forma permanente. Foram seis semanas, desde que Noel percebeu o calombo, até o momento da biópsia definitiva. Neste período, os médicos chegaram a falar que ele poderia ter perdido seu pé devido a bactéria, pela falta de tratamento.

Acredita-se que a doença em questão pode ser transmitida pelos gambás. Isso, pois estes animais também podem sofrer com a bactéria do Buruli, que é conhecida pelo nome de Mycobacterium ulcerans, encontrada nas fezes destes animais. Como os gambás perderam seus habitats naturais, eles acabaram se aproximando muito dos humanos.

Wel Teodoro

Wel Teodoro é formado em exatas. Sua grande paixão é produzir conteúdo relevante para os internautas. Escrever era um hobbie, hoje, se tornou sua profissão. Apaixonado por empreendimentos online, ele está sempre estudando e buscando novos conhecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *