Categorias:

Com 9 mortes confirmadas e 138 novos casos, Muriaé tem seu pior dia de pandemia

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus no Brasil, a prefeitura vem disponibilizando boletins epidemiológicos frequentemente, com atualizações de casos e mortes.

O boletim postado nesta segunda-feira, 28/12/2020, se mostrou o pior desde que o vírus chegou à cidade. Nele, consta que a Covid-19 causou 138 novas infecções e 6 mortes, dentre os moradores de Muriaé.

Duas das seis vítimas fatais não possuíam qualquer doença subjacente. As vítimas foram indentificadas por sexo, idade e comorbidades, respectivamente:

  • Mulher; 88; hipertensão, diabetes e doença renal.
  • Homem; 87; doença pulmonar.
  • Mulher; 87; hipertensão.
  • Homem; 81; hipertensão e diabetes.
  • Homem; 64; sem comorbidades.
  • Homem; 59; sem comorbidades.

Outros 3 moradores de cidades da região, que se encontravam internados em Muriaé, também faleceram em decorrência da doença. Uma das razões pelas quais os índices de novos casos subiram tão drasticamente, se deve à demora por parte da Fundação Ezequiel Dias em entregar os resultados.

Outro fator importante é o excesso de exames recebidos pela Secretaria Municipal de Saúde. Mesmo com o atraso na entrega dos resultados, a cidade conta hoje com 114 pacientes ativos do vírus SARS-CoV-2, responsável por mais de um milhão e setecentas mil mortes confirmadas no mundo. Atualmente, a ocupação de leitos de UTIs públicas somam 58%. Três respiradores estão sendo utilizados para pacientes da Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *