Categorias:

Em Rosário da Limeira, Bope cerca casa de idoso, suspeito de dupla tentativa de homicídio

Nesta última segunda-feira, em Rosário da Limeira, um senhor de 71 anos, foi detido pela Polícia Militar. O homem é suspeito de ter cometido uma tentativa de homicídio no último domingo (27). As informações apontam que ele é suspeito de ter baleado duas pessoas na comunidade de Ancorado.

De acordo com uma publicação do G1, a PM informou que o idoso estava em sua residência quando efetuou os disparos que por consequência atingiram dois vizinhos.

As vítimas foram socorridas por populares e que as levaram para o Hospital São Paulo, em Muriaé. Ainda de acordo com a publicação do G1, o idoso permaneceu armado e trancado dentro de casa após os disparos.

Para desarmar o idoso foi necessário que o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) de Belo Horizonte foi acionada. Na sequência o Bope saiu de Belo Horizonte de helicóptero e realizaram um cerco para poder desarmar o idoso.

Na casa do suspeito o Bope encontrou uma espingarda de 24 calibres e duas munições. A equipe constatou que o senhor já teria evadido de sua residência.

Desde então os policiais começaram uma busca implacável. O suspeito foi encontrada na última segunda-feira, foi preso e encaminhado para a delegacia. O G1 também publicou que até o momento não existem informações que possam revelar o motivo dos disparos da arma de fogo. Até o momento esse caso está sendo investigado pela Polícia Civil como dupla tentativa de homicídio.

Atualização do caso

Nossa reportagem entrou em contato com o Advogado Erick Barbosa, que representa a defesa do suspeito. Dessa forma tivemos acesso a maiores esclarecimentos a respeito das acusações que pesam contra o seu cliente.

“Fomos acionados pela família do suspeito, razão pela qual nos dirigimos primeiramente à residência de sua filha, local no qual o suspeito se encontrava, antes de sua condução para Delegacia de Polícia Civil de Muriaé. Na delegacia, o suspeito foi ouvido pela autoridade policial, assim como as testemunhas dos fatos.

Diferentemente do que tem sido circulado na mídia e nas redes sociais, os disparos de arma de fogo ocorreram pelo fato do idoso estar sendo ameaçado de morte há vários meses por vizinhos, os quais, inclusive, possuem antecedentes criminais.

No dia dos fatos, o idoso ouviu uma conversa de um dos vizinhos com um taxista acerca de matá-lo. Com isso, com a finalidade de repelir iminente agressão, usou moderadamente dos meios necessários, agindo, portanto, em legítima defesa, não havendo qualquer tipo de excesso. Após todos os trâmites necessários e realizado o pagamento da fiança, o suspeito foi liberado. O caso seguirá em investigação.”, declarou o advogado Erick Barbosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *