A triste história de Dona Dalva, presa após ganhar doação de cadeira de rodas para a filha

Dalva Maria Santos Pereira, de 47 anos de idade, é uma moradora da periferia de Fortaleza. Pobre e negra, a mulher foi presa por um crime que não cometeu. Segundo ela, estava em casa quando os policiais chegaram no portão perguntando seu nome, então ela respondeu. Ao dizer seu nome, foi dada a ela voz de prisão. Ela chegou a relatar que ao pegar as chaves os policiais apontaram armas para ela, que explicou que apenas estava indo pegar as chaves para abrir o portão.

Assista ao vídeo e aprenda a fazer a deliciosa sobremesa "Marido Gelado"

O caso se deu por causa da doação de uma cadeira de rodas para Francisca Érica Pereira Souza, de 19 anos, a filha de Dalva. A menina não tinha o movimento das pernas desde seus 13 anos, e a mãe havia conseguido para ela uma cadeira de rodas através de uma vaquinha feita online, oferecida por sua cunhada.

Dalva foi acusada de formação de quadrilha e receptação da cadeira de rodas, alegando que a mesma estava aplicando golpes através da OLX. A dona de casa relata ter sido chamada de ‘’ladra’’ e ‘’vagabunda’’, e que foi presa em flagrante, mesmo sem nenhum mandato para isso.

Segundo informações, a cunhada de Dalva teria aplicado os golpes, porém a dona de casa não tinha conhecimento, e alegou acreditar que teria sido uma doação. Dalva permaneceu presa por 8 dias até sua audiência, o que vai contra a prisão em flagrante, onde uma audiência acontece após 24 horas. O caso repercutiu na Tv, alegando a inocência da mulher.

Wel Teodoro

Wel Teodoro é formado em exatas. Sua grande paixão é produzir conteúdo relevante para os internautas. Escrever era um hobbie, hoje, se tornou sua profissão. Apaixonado por empreendimentos online, ele está sempre estudando e buscando novos conhecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *